Mato Grosso do Sul

Homenagem ao Dia das Mães

Porque não somos apenas mães do João, do Manoel, da Ana Julia, dos gêmeos Mateus e Thiago ou do autista Leve, do severo, do deficiente, mas porque também somos MULHERES com M maiúsculo e enfrentamos o mundo contra o preconceito, a favor da inclusão educacional  e da social.

Porque queremos, além de respeito, que nossos filhos com deficiência tenham seus direitos equiparados ao das pessoas típicas, mas também queremos que dentro das suas especificidades e individualidades possam dar seu máximo, possam ter saúde e

qualidade de vida.

 

Porque cremos no amanhã, ainda acordamos todos os dias tentando escola, médicos, remédios, e porque buscamos soluções

mais do que respostas.

 

Sabemos que pode não haver A CURA, para o autismo, para a deficiência física, mental, para as convulsões e para as síndromes que convivemos, mas ainda assim, acreditamos no MILAGRE, porque mais do que ninguém, entendemos que estar vivo já é um MILAGRE.

Fomos escolhidas para doar amor, tempo, ar, força, o braço, o cérebro e doamos, todos os dias, doamos tudo e bem mais do que temos.

Guardamos dentro do peito e na garganta o choro e ao invés de gritarmos com a incompreensão e os maus tratos ou descasos que sofremos, soltamos sorrisos quando o nó aperta, com a esperança  de que

um dia os nós virem laços.

 

Reunimos forças para ir a esplanada, ou pedir doações e angariar fundos em ações conjuntas, ou mesmo escrevemos textos para conscientizar a sociedade.

 

Sabemos que a vida é muito mais do que a própria vida nos proporciona, e ainda assim sorrimos e cremos no amanhã.

Somos leoas sim, mas gostamos de ser vistas como gatas, como flores, como doces.

Somos e estamos prontas para sermos melhores amigas, irmãs, esposas, filhas, netas, sobrinhas, e ainda conciliamos e conseguimos ser professoras, advogadas, enfermeiras e donas da casa. Entramos em desafios como presidentes, coordenadoras,

militares quando precisam de uma.

 

Mas ainda assim, temos carências, cansaço, decepções, amarguras, guardamos nossos rancores, nossas dores, nossas feridas, nossos amores, nossas vidas para cuidar do outro, seja do filho, do irmão, do parceiro, de dois, de três e assim seguimos nos deixando um pouco de lado e um pouco para trás, porque só de saber que alguém ganha o dia ao nos doarmos, já vale mais que qualquer medalha, homenagem, menção, reconhecimento ou sucesso.

 

Somos invisíveis, somos muitas, damos vida e cuidamos da vida que nos dão. E damos conta. Sempre damos um jeito.

Sempre estamos prontas.

 

Somos Anas, Marias, Cidas, Ritas, Vivianes, Lucilenas, Cláudias, somos sul americanas, brasileiras e guerreiras! Mas também precisamos de atenção, desabafo e cuidados. Porque somos cuidadoras e necessitamos  ser zeladas, olhadas e cultivadas.

E em dias que nos olham, nos arrumam as madeixas, nos acariciam o ego, nos embelezam a face, nos massageiam os pés e o corpo são dias em que sabemos que vale toda luta vale pena. Que toda doação é pequena

e que a ternura é plena.

 

Pelo Movimento Orgulho Autista Brasil (MOAB) e pela equipe do PRO D TEA de Mato Grosso do Sul, pela doação e pela ação entre mães e profissionais da Beleza que participaram neste domingo, 21 de maio de 2017, que não será esquecido, por ser o primeiro de muitas integrações. E em nome das mulheres especiais, fica aqui o registro em imagens e nessas palavras nossa total consideração e agradecimento.

Vocês merecem toda luz e toda glória!

Parabéns todos os dias pelas almas delicadas e dedicas que tens aos teus e aos do próximo!

Vocês são RAINHAS! Vocês merecem todos os dias um dia SÓ PARA VOCÊS!

Atenciosamente,

Carolina Spínola Alves Corrêa

Coordenadora Estadual MOAB

Presidente PRO D TEA

Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 22 de maio de 2017.

Movimento Orgulho Autista Brasil

  • w-facebook